Últimas

A aclamada banda paulistana OLHOS DE GUAXINIM vem a Piracicaba para participar de um combate musical a convite de MACEDU$$$ e seu conjunto (As Desajustado Bando). No dia 29 de abril de 2017 (data pós GREVE GERAL nacional e pré dia de luta dos TRABALHADORES) nada mais apropriado que um combativo concerto experimental musical dialético na sede cultural da Causa Operária na cidade capital de todos os caipiras. 

Este show esta sendo pensado no marco das atividades levadas a cabo por Macedusss dentro de sua auto residencia artística, cultural e política no interior paulista. Macedusss que é oriundo de São Leopoldo, interior do RS, se submeteu a uma especie de exílio onde busca experimentar existencialmente o dia a dia calcado na solidão e na distancia de seus pares e de seu solo natal. Com o intento de mostrar que é possível aprender consigo mesmo, de forma autônoma, inculca a experimentação de uma residencia artista onde se é o residente e o que recebe o artista, sendo os dois ao mesmo tempo.

O concerto combate entre MACEDU$$$ e OLHOS DE GUAXINIM é pensado e será executado a partir da ideia guia de que a música é qualquer coisa e ter uma banda é para qualquer um. Levantando o manifesto moral da "Estética da Preguiça" (para que fazer algo se é possível copiar e reproduzir o que já existe) e cultuando o lixo como substrato superior do humano esse encontro vai ser gestado. 

Piracicaba vai tremer e se realocar no mundo e entretanto a vida vai seguir igual. Assim é a arte: responsável por nada e criadora de bobagens.
O tão esperado 12° disco do conjunto capilé Macedusss & Bando (o 3° ao vivo) chega ao ar: de forma totalmente gratuita e experimental. O disco é resultado do aclamado show que o grupo realizou na cidade do Rio de Janeiro em dezembro passado. Concerto esse que foi uma seção livre e totalmente no nível código aberto da música: do jazz, ao noise e passando muito pelo dub de protesto. A festa musical e alegre foi levada a cabo por Macedusss & As Desajustado Bando na companhia do punk-noiser carioca God Pussy e com a presença mais que especial de Tantão (ex Black Future) e Marlos Alves de Souza (ex Chimarrão for All!). Macedusss Bando foi considerado pelos cariocas como uma especie de Frank Zappa capenga capilé, devido a sua profusão brutal na experimentação sonora, ética e estética, somada a um cuidadoso culto a sua cidade natal, São Léo, e ao time local, o nosso querido e lindo Aimoré. Claro que as camisas do Clube Esportivo Aimoré, o índio chefe da taba leopoldense, bem como a bandeira de São Leopoldo e do glorioso Rio Grande do Sul estavam a pleno, por todos os lados que Macedusss chegava em terras fluminenses e cariocas. O disco foi lançado pelo selo gaúcho Kowa Records (MACEDUSSS, 2017) em formato digital (no link que segue ao final dessa matéria) e de forma física (em um belo CD pintado a mão pelo artista plástico e mestre Kowa Koala) que será distribuído ao preço de custo nos shows pela região. E fiquem atentos: o 13° disco de Macedusss & Banda já tem nome e algumas músicas gravadas. Será um álbum duplo de estúdio, também absurdamente experimental, chamado de Índio Power vs. Aimoré or Die! Macedusss é o mais puro e belo amor por São Leopoldo e pelo Aimoré.

O disco "Macedusss Vs. God Pussy (Feat Tantão) São Leopoldo mais saudável que o Rio de Janeiro" está em: https://kowarecords.bandcamp.com/album/macedusss-vs-god-pussy
Foto: facebook
Fanny Kaplan foi descoberto por acaso em algumas buscas pelo youtube sobre música experimental russa e logo achei bem interessante a temática usada em suas apresentações como por exemplo a forma de harmonia entre as projeções e seus ritmos que misturam a utilização do teclado, baixo e percussão e também utilizam alguns itens como latas e outras coisas não muito habituais. A banda segue numa linha mais obscura em suas letras mesclando algo entre dark wave, minimalismo e punk.
 facebook | youtube


En nuestro tercer programa huimos de la ciudad oscura y de las moto sierras y buscamos la paz interior con un cerdo suicida, nos ocultamos en la arena para no temer, bailamos entre lenguas, sollozos y masajes, hablamos sobre la amistad con Julio, y le tuvimos bastante fobia a los humanos mientras tomábamos té en el jardín.

Escute e baixe aqui